Amor-próprio: Quando aprendemos a nos amar por sermos quem somos, o mundo passa a nossa amar também.

 “Antes de dormir, por favor, não leia os noticiários. Não leve as desgraças do mundo para o seu sono.” É o que Louise Hay nos recomenda em seus livros e vídeos do Youtube.

Ao ouvir essa mensagem, passei a observar o quanto tudo o que fazemos ou dizemos, e até mesmo a forma como nos relacionamos com coisas e pessoas ao longo do nosso dia, pode influenciar diretamente em nosso bem-estar e autoestima.

Por isso, eu te convido a experimentar a incrível jornada de observar-se com um pouco mais de delicadeza e profundidade, para perceber quais são os hábitos que você tem nutrido e, consequentemente, quais são os efeitos que eles têm provocado em você.

Desde o seu primeiro pensamento quando acorda, quais são as escolhas você tem feito?

Você tem o hábito de agradecer pelo sol ou pela chuva, porque ambos têm a sua importância. Ou simplesmente reclama por seja lá qual for a situação em que se encontre o céu?

O fato é que tudo é uma questão de escolha em nossas vidas, e seguiremos obtendo as mesmas consequências, enquanto não as mudarmos para algo que realmente nos acrescente.

Quem você segue nas redes sociais?

São pessoas que trazem mensagens positivas e de incentivo ou, ao contrário, o que elas dizem tem mais a ver com demonstrações públicas de uma vida e corpo perfeitos que, como bem sabemos, não existem na realidade?

Tenho redobrado minha atenção com todas as pessoas que praticamente nos obrigam a seguir padrões como forma de sermos realmente aceitos.

Porque, na realidade, nós não temos que seguir nada, e nem ninguém, que não seja condizente com a nossa essência.

Aliás, devo te dizer para retirar do seu repertório tudo o que lhe diz que você “tem que” alguma coisa.

Você não tem que fazer nada que fira o seu estilo de ser e viver.

Você é única e, por isso, queira apenas ao seu lado aqueles que a aceitem como você é. Nada menos e nada mais do que isso.

Quais programas de televisão você tem assistido?

Eu sei, temos que nos manter informadas sobre o que acontece em nosso país. Mas, você precisa mesmo ver e ler apenas notícias sobre o que há de errado no mundo?

O que você acha que atrairá para a sua vida alimentando esse hábito?

O fato é que a mídia enfatiza o mal e mascara o bem, fazendo com que nós nos convençamos de que o mundo é mesmo um péssimo lugar para se viver.

Mas, quem é que constrói esse mundo? E o que nós podemos fazer para mudar a nossa própria realidade?

Onde estão as notícias sobre as pessoas que se solidarizam com o próximo, que fazem o bem para os mais necessitados?

Porque, devo te dizer que elas existem, e só estão à espera de uma oportunidade para levarem ainda mais amor para quem estiver carente de afeto.

O fato é que estamos todos carentes de algo porque seguimos, lemos e assistimos apenas aquilo que nos reafirma a crença de que é perigoso viver.

Mas, hoje, eu venho te dizer que viver pode ser maravilhoso e perfeitamente seguro. Basta que você ….

 

Continue lendo em Superela

 

Deixe uma resposta