E se você pudesse parar um pouco durante seu dia para fazer algo que realmente te dá prazer?

E se, em plena quarta-feira, você pudesse simplesmente parar para apreciar um bom livro, ou uma xícara de café com uma amiga, que há tempos você não encontrava?

Talvez, agora, você esteja pensando em como isso seria realmente bom, mas impossível na prática.

Eu sei, eu também já me deixei levar por esses pensamentos em muitos momentos da minha vida.

Mas hoje eu venho te contar que a nossa vida é feita de escolhas e que, por mais que pareça o contrário, nós temos, sim, a opção de escolher um caminho diferente do habitual.

O problema é que, por estarmos presos em uma vida guiada pelo piloto automático, acreditamos piamente que não temos tempo, que relaxar é coisa de gente preguiçosa, e que só obtém sucesso quem se sacrifica, se maltrata, e deixa sua própria vida para o amanhã que nunca chega.

Hoje eu te chamo a desligar o piloto automático por, pelo menos, um minuto e, simplesmente parar.

Tente parar por alguns segundos e responda para si mesma: o que te faria feliz agora mesmo?

Não, não se atente a grandes sonhos. Hoje, vamos falar daquilo que é possível nesse exato momento.

Porque o primeiro passo precisa ser dado agora, não amanhã.

O que pode ser feito de uma forma diferente, que te dará um pouco mais de prazer?

Que tal aprender algo novo?

Que tal sorrir para alguém desconhecido quando estiver indo para o trabalho?

Que tal deixar o celular de lado por, pelo menos, dez minutos enquanto você olha nos olhos do seu filho, e realmente escuta o que ele tem para te dizer?

Você deseja ter mais tempo para fazer exercícios? Então, que tal sair para caminhar pelo seu bairro hoje mesmo? Não. Não dê atenção aos argumentos que a mente te dirá, pois uma simples caminhada faz sim toda diferença, funciona, e é capaz de alterar o curso de todo o seu dia.

Faça o teste. Tente não dar ouvidos a toda e qualquer desculpa que possa parecer convincente nesse momento e simplesmente vá.

O que te devolveria a energia hoje?

Um banho quente bem demorado? Uma boa leitura? Uma ida ao cinema com as amigas?

Vamos lá, pense com carinho e encontre a sua resposta. Não há certo ou errado.

E eu te direi que sim, você pode escolher a si mesma, mesmo em meio ao seu dia tão atribulado de compromissos e responsabilidades.

Você não precisa escolher entre você ou quem você ama. Não se trata de uma competição, ou de abrir mão de algo ou alguém. Você apenas precisa, também, se colocar como uma de suas prioridades, em algum momento do seu dia.

Eu tenho certeza que você seria capaz de arranjar mais uns minutos do seu dia para ajudar e ver feliz alguém que é importante pra você e, hoje, o que venho te sugerir é que você seja importante pra você também.

Que você seja capaz de se priorizar, nem que seja por apenas um minuto do seu dia.

Em meio ao caos, tendemos a deixar para depois aquilo que para nós não é tão importante. Não permita que você, o seu bem-estar e a sua saúde estejam nessa lista.

Hoje, mesmo que seja por apenas alguns instantes, esteja entregue a si mesma, à sua respiração, às suas necessidades e desejos.

Na imensidão de barulhos que a vida faz ao nosso redor e também em nossa mente, em muitos casos, acabamos esquecendo de nos ouvir e nos perdemos de nós mesmos.

Portanto, hoje, mesmo que seja apenas hoje, ouça seu coração. Ouça seu corpo.

Reconecte-se.

Deixe uma resposta