Ela é bonita

Sim, ela é realmente bonita.

Uma beleza que vai além dos fios dos seus cabelos ou do tom esverdeado de seus olhos.

Ela tem algo.

E não são raras as vezes que ela escuta como sua forma de enxergar a vida alterou a forma de outras pessoas encararem a própria existência.

Ela é bonita pela luz que emana por onde passa.

Bonita pela forma como se comunica com o próximo.

E ela fica ainda mais bonita quando se mostra gentil com a dor do outro e coma sua própria dor.

Ela é bonita por todas as vezes que se levantou após uma queda.

Bonita por todas as vezes que não se deixou abalar pela opinião alheia.

Bonita por ter dentro de si uma guerreira capaz de aguentar as piores dores e ainda assim não desistir do mundo, do amor e dela mesma.

Bonita por se sentir parte integrante de um mundo que precisa ser salvo.

Ela é bonita pelo sorriso que nada esconde. Pelas lágrimas que escorrem pelo seu rosto ao se aproximar de qualquer sentimento ruim.

Ela é bonita porque acredita.

Acredita na bondade, mesmo já tendo visto a maldade em seu estágio mais perverso.

Acredita no amor, mesmo já tendo vivenciado o ódio em sua manifestação mais cruel.

Acredita na força do pensamento positivo, mesmo cercada pela negatividade alheia.

Ela é bonita por carregar em si um ser imperfeito, mas com uma determinação incrível para buscar ser um pouco melhor a cada dia.

Ela é bonita porque carrega em si o dom de ser capaz.

Capaz de colocar-se no lugar do outro. De sentir empatia por aquilo que o outro carrega dentro de si.

Bonita porque aprendeu a ter compaixão com tudo aquilo que a assombra, que a tira de linha, que a limita.

Bonita porque aprendeu a se amar exatamente como é. E entendeu que, ao se aceitar, ela pode ir ainda mais além.

Ela é bonita porque deixou de se maltratar com as exigências e expectativas do mundo.

Ela é bonita porque aprendeu a arte de ser livre.

Livre de si mesma.

Livre para seguir seu próprio caminho.

Livre para seguir sua própria luz.

2 comentários em “Ela é bonita

Deixe uma resposta