Hábitos: Porque é tão difícil mudá-los?

Você faz ideia de quantas foram as segundas-feiras que você se frustrou porque não colocou em prática o novo regime, a academia, ou o que quer que seja que você gostaria de ter começado, ou mudado, na sua vida e nada aconteceu?

E quantas foram as terças e quartas em que você percebeu que, mesmo tendo iniciado na segunda, os planos todos já haviam ido por água abaixo?

O fato é que nos preocupamos demais com a velocidade com que os objetivos deveriam se concretizar, e não com a direção.

Focamos no ato, quando, na realidade, é o propósito, que está por detrás dele, que realmente nos motiva (ou assim deveria ser) a sermos versões melhores de nós mesmos.

Quando estamos perdidos dos nossos valores, acabamos virando verdadeiros autômatos, ou seja, passamos dias e dias de nossas vidas simplesmente cumprindo metas e mais metas, sem nem ao menos nos lembrarmos do porquê.

E quando nós não sabemos o porquê de começar a ter uma alimentação saudável, por exemplo, é muito fácil desistir.

Porque, afinal, mudanças exigem determinação, e só tem foco, quem sabe exatamente porque está trilhando aquele caminho, e não o outro.

Portanto, mais importante do que estabelecer metas para a segunda-feira, é descobrir o PORQUE, o que o faz querer mudar esse aspecto na sua vida?

No entanto, lembre-se que a vida acontece aos poucos, e aprender a aproveitar cada passo é o que realmente faz toda diferença

Se você não tem o costume de beber muito líquido, não queira que amanhã, porque é segunda-feira, que você consiga tomar dois ou mais litros, e que isso realmente vire um hábito.

Aprenda a contentar-se com as pequenas vitórias do seu dia, porque são elas, que nos transformam em verdadeiros vencedores!

Então, comemore se, ao invés de um copo, que já era muito no seu dia, hoje você conseguiu tomar dois.

Dê-se um tempo. Seja um pouco mais gentil com você mesmo.

Nada. Absolutamente nada que é feito sob pressão funciona de forma eficiente e duradoura.

E assim, siga também para qualquer outra meta que seja importante para você.

Lembre-se: você tem todo o direito de falhar e recomeçar. Porque não?

Quem é esse carrasco dentro de você que te diz que tem que ser tudo tão perfeito, que sempre tem que dar tudo tão certo?

Comia duas fatias de pão? Coma uma, e experimente algo novo para complementar a refeição, quem sabe você não gosta?

Dê – se a oportunidade de se reinventar. Não por cobrança. Não porque você precisa mudar porque senão, você não será feliz, ou não será aceito. Não. Apenas tente enxergar o mundo a sua volta sob uma nova perspectiva. E se não gostar? Quem foi que disse que você não pode mudar de direção?

Deixe uma resposta