Hoje eu quero falar sobre Deus

Eu sempre tive muito medo de avião. Na primeira vez, juro, pensei diversas vezes em desistir, voltar para a minha casa, e nunca mais pisar naquele aeroporto novamente.

Um dia, em um encontro de família casual, perguntei à minha vó se ela teria coragem de subir em um avião, e viajar para algum lugar bem distante. Em algum cantinho escondido do meu coração, confesso, procurava por uma resposta meio que parecida com a que eu daria, se estivesse no lugar dela: Deus que me livre! Jamais!

Mas, com a sabedoria, própria dos nossos avós, ela olhou para mim e, com um sorriso, logo respondeu: mas, é claro! Eu não tenho medo de nada. Deus está comigo.

Se você quer saber quando foi que a minha vida começou a se transformar, eu te digo que foi naquele instante.

Me lembro de que todos se divertiram com o comentário dela, parabenizaram sua coragem e eu, internamente, apenas pensava: um dia, eu quero ter essa fé. É essa pessoa que eu quero ser, quando crescer. Uma pessoa livre do medo. Uma pessoa repleta dessa fé, que nos faz mais fortes diante da vida.

O medo é necessário para nos livrar de situações, que realmente colocariam nossa vida em perigo e, por isso, não venho aqui levantar nenhuma bandeira contra esse tipo de medo.

O meu objetivo é nos libertar do medo como estratégia da mente para nos aprisionar. Aquele tipo de medo, que nos priva de viver plenamente nossos sonhos. O tipo de medo, que nos impede de fazer e ser o nosso melhor.

Hoje, anos depois desse encontro, percebo que o início para qualquer transformação, realmente significativa, em nossas vidas é encontrar a verdadeira fé dentro de você.

É aprender a trilhar os caminhos da vida com a certeza de que não importa a maldade existente no mundo, Deus está ao seu lado, te livrando de cada uma das situações realmente perigosas.

E, por isso, antes de qualquer coisa, eu te convido a desenvolver esse tipo de fé.

Não estamos aqui falando de nenhuma religião específica. Hoje, eu quero falar sobre Deus. Sobre a Sua infinita bondade que nos acolhe, mesmo diante de nossas imperfeições.

Hoje quero te apresentar um Deus que não pune ninguém por errar, mas que abre seus braços e o seu sorriso mais sincero para nos dizer que está tudo bem errar de vez em quando, que não estamos sós e que sempre terá um novo amanhecer, uma nova chance de fazer melhor, de ser melhor.

É nesse Deus que eu acredito, e é para Ele que eu entrego a minha vida e a vida daqueles que eu mais amo. É com essa fé que eu aprendi a seguir minha vida.

E é com essa certeza que eu quero que você comece a encarar as adversidades da sua vida.

Quero que você aprenda a andar pelas ruas da sua vida percebendo cada um dos pequenos milagres que Deus coloca em seu caminho, e que você saiba ser grato (ou grata) a cada instante do seu dia.

Que você perceba o milagre escondido nas pessoas que cruzam o seu caminho que, por mais que possam parecer simples desconhecidos, trazem consigo algum tipo de ensinamento ou proteção.

Hoje, quando saio pelas ruas do meu bairro, e percebo outras pessoas saindo de suas casas, ou sentadas nos bancos das praças, eu as enxergo como verdadeiros anjos enviados por Deus para proteger o meu caminho.

Hoje, quando algo dá muito certo, eu simplesmente sorrio porque sei que foi Deus que colocou suas mãos e, mais uma vez, concedeu sua bênção para mim e para aqueles que eu amo

Hoje, quando algo dá muito errado, eu simplesmente entendo que foi Deus, que com sua sabedoria, livrou meu caminho de algo muito pior. E, então, me sinto realmente grata por isso.

Hoje, diante da vida, eu não mais enxergo dificuldades, mas sim oportunidades divinas para que eu me transforme em alguém maior.

E, então, eu aprendi que, muito melhor do que reclamar da nossa aparente falta de sorte, é agradecer pelos livramentos e aprendizados que Deus nos deu a oportunidade de receber.

É com esse tipo de fé que eu espero que você se encontre.

Deixe uma resposta