O que é felicidade para você?

Cada um tem um motivo pelo qual acredita valer a pena viver.

Qual é o seu?

Casar? Ter filhos? Trabalhar naquela multinacional dos sonhos? Ser médico? Engenheiro? Escritor?

O que move o seu mundo?

Uma pergunta, eu diria, um tanto desafiadora.

E libertadora.

A verdade é que muitos de nós passamos a vida esperando pelo momento em que finalmente iremos chegar ao nosso final feliz. Mas, e o processo que nos levará até lá? E toda a caminhada? Toda luta, todas as pequenas conquistas e até mesmo os tantos fracassos, onde tudo isso fica na história? Não teve importância? Não significou nada? Simplesmente ficou para trás?

Tem certeza?

Eu arrisco dizer que eles são (ou deveriam ser) ainda mais importantes do que o sonho em si.

São as belezas e os dissabores, que foram nos definindo como os Seres Humanos que somos hoje, que fazem tudo valer a pena.

Então, como desprezá-los? Como diminuir sua importância nisso tudo?

O mundo anda depressa demais. Somos forçados a correr contra o tempo. Não é permitido apreciar a vista. O objetivo é o fim, chegar ao destino o mais rápido possível. Mais rápido do que seu concorrente, mais rápido do que o motorista ao lado, mais rápido que aquela sua colega de trabalho.

Uma eterna disputa que não nos restringe a enxergar apenas o trivial e não o essencial. Quando, na verdade, o que nos transforma, o que nos faz crescer é exatamente composto pela essência.

O que realmente se leva dessa vida? Quando fechar seus olhos, quais imagens se formarão em sua mente? Eu não acredito (e nem quero) que todas as noites mal dormidas, toda ansiedade, todo suor em prol de um sonho seja simplesmente jogado para debaixo do tapete, quando já não forem necessários. Ora, se os fosse, que história você contaria para seus netos?

A trajetória é, de fato, o que te traz experiências magníficas. O que te faz sentir-se vitorioso. O que te faz sentir-se vivo.

Afinal, qual seria a graça da vitória se não conhecêssemos o sabor da derrota?

Por que quem vive e não apenas deixa com que a vida o leve, coleciona sonhos, sim, mas mais do que isso, coleciona vida.

Deixe uma resposta