Para amar alguém, você precisa ser capaz de ouvir

Ama-se em profundidade quando você se torna capaz de se despir de todas as suas crenças para, assim, ser capaz de adentrar o mundo do outro.

Entender que o outro não deve ser e não é uma extensão daquilo que eu acredito ou desejo é, talvez, o grande segredo dos relacionamentos que foram feitos para durar.

Amar é compreender que, a partir do momento que você se dispõe a se relacionar com um outro alguém, é fundamental que a competição seja deixada de lado, para dar lugar ao nascimento de uma nova vida, uma vida construída com base não mais na verdade de um ou de outro, mas na verdade que se constrói a dois, diariamente.

Para amar alguém, você precisa ser capaz de ouvir. E aprender a ouvir é uma arte, porque não basta escutar. Não basta sentar-se frente a frente, e simplesmente entender as palavras que lhe são ditas.

Ouvir vai além.

Vai além porque é preciso que você retire seu ego de cena, é preciso que você respeite o tempo e o limite do outro, e é fundamental que você entenda que nem tudo é dito através de palavras.

Ouvir é entender também o que é dito através de um olhar, de um silêncio ou de um abraço.

É fundamental tornar-se capaz de perceber o mundo através dos olhos de quem se ama, é aprender a sentir com um coração que bate fora do seu peito, e aprender a ter empatia suficiente para imaginar-se vivendo as histórias que um outro alguém viveu, e que formam, portanto, a base de todas as suas atitudes hoje.

Amar significa ser capaz de conduzir o outro para que ele seja a sua melhor versão. Não aquela que você acredita ser correta, mas sim a versão que você sabe e entende que ele ou ela é capaz de alcançar.

Amar, aliás, é enxergar que o outro pode ir além, e ajudá-lo a encontrar o seu caminho.

Amar é ser capaz de olhar o outro do jeito certo, e somente quem já foi olhado dessa maneira sabe a transformação que esse ato pode fazer.

Quem nunca se sentiu amado pelo simples fato de perceber que o outro era realmente capaz de te enxergar?

Ser enxergado sem “pré-conceitos”, com respeito e confiança é, eu diria, a grande dádiva de se estar em um relacionamento. A grande chave para uma vida a dois.

O fato é que o amor, o amor de verdade, se aprende amando, e somente assim. Portanto, não espere obter respostas prontas, mas esteja disposta a encontrá-las.

Amar significa abrir mão de todo seu orgulho, para depois de…. (Para ler o final do texto, acesse Superela)

 

Deixe uma resposta