Quem ama arruma um jeito

Quem ama mesmo, de verdade, sempre arruma um jeito.

Será?

Acho simplista demais e um tanto quanto perigoso esse tipo de generalização.

A verdade é que a vida adulta exige certo comprometimento de nós que, às vezes, nos impede de estar onde, de fato, gostaríamos.

Há uma família para sustentar. Uma casa para organizar. Um relacionamento para fazer prosperar. Uma saúde para cuidar. Um sonho para realizar.

Nem sempre passamos dias sem dar notícias para aquela velha amiga por falta de interesse, amor, ou coisa parecida. Nem sempre um namoro à distância precisa estar fadado ao fracasso. Nem de longe um filho ama menos seus pais por decidir sair de casa em busca de um sonho.

Pelo contrário, em muitos casos, passamos todos esses dias pensando nessa pessoa. Rezamos por ela, lembramos dos momentos felizes que passamos juntos (e muitas vezes são exatamente eles que nos dão forças para continuar, que trazem aquele sorriso gostoso em um dia cansativo)

Sinto que nos perdemos do real significado do amor.

Para amar, você não precisa estar ao lado. Ama-se quando se está do lado de dentro, no coração e na mente.

Ama-se quando todos os seus passos são guiados pelo sentimento da gratidão por saber que sempre haverá alguém para contar, um lar para o qual você sempre poderá voltar.

2 comentários em “Quem ama arruma um jeito

Deixe uma resposta