Saudade de você

Hoje resolvi falar sobre saudade. Mas não aquela saudade que machuca, que dói.

Hoje, venho te dizer que saudade nada mais é (ou deveria ser) sinônimo de uma lembrança boa. Ter saudade, na verdade, é ser capaz de sentir gratidão por tudo o que tivemos a sorte de viver.

Saudade é como aquele papo gostoso que te faz relembrar os dias vividos, as piadas que ainda nos provocam risos, as histórias que ainda nos ensinam tanto, os exemplos que construíram boa parte daquilo que somos até hoje.

Um dia, quero poder ser para aqueles que amo, uma saudade boa assim como você, meu avô, é para nós.

Hoje faz um ano que você nos deixou. São 365 dias sem vê-lo puxar aquela velha cadeira para contar suas tantas histórias. Trezentos e sessenta e cinco dias sem ouvir aquela risada inesquecível. Sem poder enxergar aquele olhar que escondia uma sabedoria sem igual.

Faz 365 dias que eu luto contra mim mesma para aceitar que você já não estará presente nos tantos momentos que ainda tenho para vivenciar. Momentos que conversamos e sonhamos juntos tantas vezes.

O que me mantém em pé? A certeza de que você deixou marcas em mim que jamais se apagarão. Que você para sempre viverá em nossos corações.

Ainda hoje me lembro dos seus conselhos e percebo o quanto foram cruciais para me tornar quem sou hoje.

Jamais esquecerei das brincadeiras que me alegraram quando criança, dos filmes que assistimos juntos, das vezes que dividimos tudo aquilo que sabíamos, da confiança tão genuína e sincera que existia entre nós

Talvez, para alguns, os avós sejam apenas isso, os pais dos nossos pais. Mas eu agradeço a Deus por ter o privilégio de dizer que sim, eu tive dois pais e pra sempre terei

Não, você não era perfeito. Como todos nós, também tinha seus medos, suas limitações, seus defeitos. Mas, à sua maneira, sempre trouxe alegria para nossos dias.

Você iluminava a casa, trazia vida, nos mantinha fortes.

Sem você, nosso jardim jamais será o mesmo.

A verdade é que a gente nunca está preparada para dizer adeus a alguém tão importante.

Para sempre ficará aquela vontade de ter um pouquinho mais de tempo ao seu lado. Aquela história que ainda não entendi direito. Aquele conselho que faria toda diferença na minha vida.

Os dias estão seguindo por aqui. Vez ou outra, preciso conviver com um nó na minha garganta, um desespero que aperta, que sufoca.

Mas, mesmo aí de cima, eu sei que tem me ajudado a superar. Sei que esteve e ainda está presente em diversos momentos em que pensei que não seria capaz de suportar.

E eu o agradeço por isso também.

Obrigada, meu avô, por ter se tornado o meu anjo de luz, o meu guia, o meu norte

Hoje, aprendi que a morte serve para que possamos ter olhar mais humano para aqueles que ainda estão vivos ao nosso redor e para que tudo aquilo que ainda dormia em nós, renasça.

Hoje, sou grata por ter tido a honra de ser sua neta e por todos os ensinamentos que me deixou como a herança mais bonita

Hoje, esteja em paz, meu avô.

Nós ficaremos bem por aqui.

 

 

 

 

4 comentários em “Saudade de você

Deixe uma resposta